Luciano Alves no estúdio
Biografia

Pianista, tecladista, compositor, arranjador, professor e autor de livros de música. Mais de 70 músicas disponíveis nos sites iTunes, Amazon, CD Baby, Raphsody, etc.

Possui sete CDs lançados em diversos países: Luciano Alves plays Chopin (iTunes, CTMLA),  Luciano Alves interpreta Ernesto Nazareth (Biscoito Fino), Brazil Today (Sonoton Records), Mosaico, Baobá e Quartzo (iTunes, CTMLA), Só o que a gente gosta (Fina Flor).

Na área da didática musical e da tecnologia dos computadores foram publicados seis livros de sua autoria: Dicionário de acordes para piano e teclados, Escalas para improvisação, Exercícios para piano e teclados, Teoria musical – Lições essenciaisFazendo música no computador e Estudos para improvisação (Editora Irmãos Vitale).

A partir de 1970 passou a atuar profissionalmente como pianista e diretor musical em diversas peças teatrais. Nesta época começou a experimentar em seu trabalho a fusão da música popular brasileira com diversos gêneros musicais.

Em 1976, ingressou no conjunto Os Mutantes, com o qual excursionou pelo Brasil e Europa, gravando o LP Mutantes ao vivo. Morou em Milão (Itália) durante o ano de 1977, onde produziu seus primeiros arranjos e participou de gravações com diversos artistas europeus. De volta ao Brasil, em 1978, como tecladista e arranjador passou a integrar a banda de Pepeu Gomes, com quem se apresentou por três vezes no Festival de Montreux (Suíça, 1984, 1985 e 1989) e compôs diversas músicas instrumentais em parceria.

Também gravou com Moraes Moreira, Caetano Veloso e Erasmo Carlos, tendo sido responsável em 1983 pela direção musical do espetáculo Coração Brasileiro, de Elba Ramalho, apresentado no Brasil, em Portugal e em Israel. Desde 1985 vem se apresentando individualmente ou com sua banda no Brasil e no exterior, em festivais, casas de espetáculo, universidades e instituições culturais.

Na área da música clássica, apresentou-se como solista em concertos públicos com a Orquestra Sinfônica Brasileira e a Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, executando a Nona Sinfonia de Ludwig von Beethoven; Assim Falou Zaratustra de Richard Strauss; e o Bolero de Maurice Ravel, sob regência do maestro Isaac Karabtchevsky. Na área da publicidade, compôs e gravou trilhas sonoras para comerciais, além de compor e gravar temas de abertura e trilhas sonoras para programas das TVs Globo, Bandeirantes, Manchete e Educativa. Criou e executou a trilha musical para o vídeo Alucinação Arte Abstrata, de Ricardo Nauemberg, que recebeu o Prêmio Leonardo da Vinci 89, em Milão, Itália.

A partir de 1990, passou a escrever matérias e análises de softwares e instrumentos musicais, para publicações especializadas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em outubro de 1991 realizou tournée juntamente com o percussionista Marcelo Salazar, em diversas cidades dinamarquesas como Copenhague, Odense e Århus, divulgando os ritmos afro-brasileiros e seu disco Quartzo. Nesta ocasião, foi convidado para ministrar cursos sobre informática e música brasileira em diversas universidades.

Em 1992 fundou sua produtora de livros de música, partituras e métodos, por intermédio de editoração eletrônica, já tendo realizado mais de quarenta produções para diversas editoras. Possui quatro discos solo gravados – Quartzo, Baobá (com o qual foi finalista do VII Prêmio Sharp de Música na categoria de melhor arranjador instrumental), Mosaico (lançado também nos EUA), Luciano Alves Interpreta Ernesto Nazareth (gravadora Biscoito Fino); e dois livros de música publicados – Dicionário de acordes para piano e teclados (que representou a Editora Gryphus na Feira Internacional do Livro de Frankfurt em 1994) e Escalas para improvisação (Irmãos Vitale Editores). Em dezembro de 1999 foi lançada sua mais recente produção dedicada ao piano: o livro Exercícios de Técnica para Piano, de autoria da Prof. Ondine de Mello.

Em 2003 fundou o CTMLA – Centro de Tecnologia Musical Luciano Alves, no Rio de Janeiro, onde são ministrados cursos de home studio, produção musical, instrumentos musicais, arranjo e improvisação.

Em 2009 foi lançado seu quarto CD, integralmente executado ao piano seguindo as partituras originais: Luciano Alves interpreta Ernesto Nazareth (gravadora Biscoito Fino). O repertório contém 11 músicas de Nazareth e uma de Luciano (Pipocando – Homenagem a Nazareth).

A partir de 2010 Luciano passou a apresentar-se em duo com a cantora Bettina Graziani, interpretando standards da MPB, jazz e blues com arranjos inéditos. Este encontro gerou o CD Só o que a gente gosta (gravadora Fina Flor), lançado em 2011.

Em 2013 foi lançado o CD Luciano Alves plays Chopin no qual interpreta 12 peças (balada 1, prelúdios, estudos e valsas de Frédéric Chopin). Este CD foi gravado em setembro de 2013, em Nova Iork, utilizando um piano Steinway D Centennial e está sendo distribuído no iTunes, Amazon, etc. 

Em outubro de 2014 gravou e filmou em Nova York, 12 vídeos com novas performances do CD Luciano Alves interpreta Ernesto Nazareth. Os vídeos estão disponíveis no Youtube desde janeiro de 2015. O piano utilizado foi o Steinway D Centennial de 1881.

Compartilhe
Aplicativo Luciano Alves
para Mobiles